14 fevereiro 2011

No man is an Island


“Nenhum homem é uma ilha isolada; 
cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; 
se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, 
como se fosse um promontório, 
como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; 
a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. 
E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; 
eles dobram por ti”.

O famoso poema acima é de John Donne, e ele sempre me faz pensar que além de não sermos sozinhos, as nossas decisões, e as nossas vontades tampouco podem ser pensadas apenas no eu mas em um todo.
Mesmo que muitas vezes sejamos guiados pelos nossos desejos, porque vivemos em uma epóca que valoriza muito a INDIVIDUALIDADE, não podemos esquecer que além das nossas aspirações estão os anseios daqueles que convivem conosco, que estão presentes na nossa vida e que fazem parte dela. Pessoas que nos ajudam a construir e a melhorar o nosso "Eu".

Gente muito além desse momento, "filosofando com Natalião" esta um ponto que é crucial
vivemos em um mundo que é impossível ser (feliz) sozinho, precisamos daqueles que nos amam. E por isso temos que respeitar limites e muitas vezes CEDER. 
Aiii que difícil que pode ser as vezes ceder, mas é necessário para a boa convivência.

Boa semana a todos...


Nenhum comentário: