03 setembro 2008

After So Long


Não sei se é o tempo, os dias ou o momento do ano, mas estou na fase do: não pensar apenas viver; ou pelo menos tento que seja assim.

Já não me culpo pelas coisas não feitas ou pelas feitas, minha palavra de ordem é: Aproveitar.

Depois de meses onde a minha cabeça esteve um turbilhão de idéias e as mudanças externas e internas a mil.

Estar neste momento onde as coisas tomam seu caminho ou pelos menos as estradas das possibilidades são reduzidas, me traz uma serenidade impagável.
Disfrutar sem tantos medos, pois nada é eterno e só se vive uma VEZ.